Entendendo seus pais

Tumblr_m15beo0qq01qjnol2o1_500_large

“Quem nunca teve vontade de explodir pra cima dos pais quando eles dizem não para aquilo que você tanto quer? E quando vai ter uma festa maravilhosa no fim de semana, e eles só sabem falar que ‘lá não é lugar pra você’?  É, os pais podem parecer os piores do mundo no assunto deixar a gente sair, mas aquilo que eles sempre alegam, é verdade: eles só querem nosso bem. Mesmo que o nosso conceito de “bem” não seja o mesmo para eles. O problema é que muitas pessoas acham que se revoltar é a única saída. Fugir de casa, mentir sobre o lugar que vai e dormir escondida na casa da amiga, estão longe de serem atitudes sensatas e dignas de alguém que está precisando conquistar a confiança dos pais. Apesar de ser o que todo mundo faz, o segredo do sucesso, é totalmente o contrário.

Existe todo tipo de pais. Os super-caretas, que não deixam o filho colocar o nariz para fora de casa. Os caretas, que não sabem que existe diversão além da sessão da tarde. Os meio-liberais, que deixam uma coisinha aqui, a outra acolá. Os liberais, cujo o lema é “pode quase tudo”, e os super-liberais que não proíbem nada, e até incentivam em algumas loucuras. Querendo ou não, cada um tem seus defeitos, mas com o ingrediente certo, todos eles podem ser, acima de tudo, seus amigos. E isso é a melhor coisa que eles podem ser!

Todo mundo já teve (ou ainda vai ter) aquela fase rebelde, onde a gente discorda de tudo que os pais dizem, odeia tudo que eles gostam e adora tudo o que eles odeiam. E só de saber que eles odeiam, aí é que gostamos mesmo! Mas, está cientificamente comprovado (por quem já passou por isso) que essa atitude de nada adianta, a não ser em aumentar a desconfiança que eles podem ter de você. A base de qualquer relacionamento, seja com os amigos, com o namorado ou com os pais, é amizade e confiança. Eles têm que saber que somos capazes de nos cuidar, e que até podem, de vez em quando, nos deixar voar com as próprias asas, mesmo sabendo que temos 90% de chance de cair. Para que isso aconteça, o segredo é confiar primeiro neles. Conversar, aceitar e ceder também tem que fazer parte do nosso repertório. Só assim, podemos ter algum direito depois. Eu sei, é chato, pode levar um bom tempo até eles aceitarem, mas quem disse que algo de bom nessa vida, vem sem nenhum esforço? Finalmente, acredite no que eles dizem. Eles não fazem com má intenção. Os tempos eram outros, mas um dia eles estiveram numa situação parecida e adivinha só: hoje só fazem o mesmo que seus pais, pois sabem que todos os nãos que ouviram, os fizeram quem são hoje, e esperam que com tudo que fazem em relação a nós, nos torne grandes adultos, grandes pais e mães… que, com certeza, vão ter que dizer não para os filhos! Mas isso já é outra história…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s