Ela era …

” Ela era uma menina boa, carinhosa. Era feliz do jeito que era, com seu cabelo bagunçado, seu sorriso feio, porém verdadeiro. Era feliz, tendo quem tinha e não tendo quem não tinha. Ela era formada por carinho e afeto. Seu sarcasmo era normal, e indiretas não existiam nela. Ela era feita de nada mais nada menos de alegria. Era compreendida. Era fácil de compreender. Era ela, e só pertencia a ela mesmo. Se achava engraçada, e perfeita com seus defeitos. Tinha pé no chão e coração na lua. Era uma menina que todas queriam ser. Via filmes ” água com açucar ” e tinha medo. Saia com suas amigas. Mas encontrou o amor. E depois, tudo mudou. Tudo acabou, e tudo começou a magoa-la. Ficou fria, quieta. Menina tagarela se tornou alguém ” chata.” Menina de coração puro, com medo e falta de coragem para machucar uma mosca, foi pisotiada. Ficou no chão. Sem ninguém para ajudar. A menina fofa, se tornou alguém magoada. Que guardava seus medos, e que vivia com os pés fora do chão. Dormia como se fosse seu último dia, sem acreditar em nada. Menina boa, com coração bom. Hoje machucada, hoje magoada […] hoje, eu.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s